quinta-feira, 28 de agosto de 2014

Cruzeiro goleia Sta. Rita e chega a 1000 vitórias no Mineirão: 5x0

Cruzeiro 5 x 0 Sta. Rita - AL - Mineirão - Oitavas de final - Copa do Brasil 
O artilheiro boliviano marcou duas vezes na noite de ontem.
Atropelando
O pequeno Sta. Rita de Alagoas não deu sorte. Poderia ter caido na chave de um outro time de BH, bem mais rastaquera e talvez tivesse a chance de se dar melhor. Mas não, tinha de cair logo na chave do MELHOR TIME BRASILEIRO de 2013/14. Não deu outra. Sofreu uma lustrosa goleada e deu muita sorte de não ter sido ainda pior. Foram 3 bolas na trave. O Cruzeiro atualmente, se não tiver problemas de arbitragem, jogando normalmente não tem rivais no Brasil. Joga um futebol superior a qualquer time no país neste momento e não era o pequeno Sta. Rita que iria conseguir o fato histórico e heróico de vencer a Raposa em seu território.

O jogo
Foi totalmente dominado pelo Cruzeiro. O time jogou sério, inclusive no discurso o time parece também muito bem treinado. Dedé comentou ao fim do jogo que não pensaram que seria fácil, não subestimaram o time alagoano e ainda mais não quiseram humilhar o time cozinhando o jogo que já estava ganho, em banho-maria. Jogaram com seriedade até o fim. O Sta. Rita caiu com dignidade (leia clicando aqui ótima cobertura do jogo no site Alagoasnt.com.br) e mesmo sabendo das dificuldades enfrentou o Cruzeiro de cabeça erguida. Não dava mesmo devido a disparidade técnica, para prever ou esperar outro resultado. Este jogo também marcou a estréia de Neilton que no pouco tempo que esteve em campo mostrou-se bastante ofensivo. Boa promessa.

Quartas
Com este placar elástico, o Cruzeiro praticamente carimba sua participação nas Quartas de final. Claro que ainda tem outro jogo, mas dada a seriedade dos atletas, a postura do Técnico Marcelo Oliveira e a superioridade do Maior de Minas, não podemos esperar outro resultado que não seja uma outra vitória, mais modesta talvez, no estado de Alagoas. Sem menosprezar o time do Sta. Rita, é bem provável e seria o resultado normal que o Cruzeiro se classifique sem dificuldades para a próxima fase da Copa do Brasil. 

Histórico
O jogo tem uma conotação histórica importante. O Cruzeiro nesta noite conquistou sua MILÉSIMA vitória jogando no Mineirão. Um feito extraordinário se considerarmos principalmente que ele jogou no estádio, exatamente 1.592 vezes somando também este jogo. Destas 1592 partitas o MAIOR DE MIANS venceu  1000, empatou 352 e perdeu 240 marcou 3.234 gols e sofreu 1.281. Mais um fato para marcar a história doCruzeiro Esporte Club (Leia mais no site oficial).
Entre no nosso Blog de Brindes e salve esta figura em alta resolução. Clique aqui.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO-MG 5 X 0 SANTA RITA-AL
Local : Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 27 de agosto de 2014, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Ranilton Oliveira de Souza (MA)
Assistentes: Thiago Gomes Brigido (CE) e Márcio Gleidson Correia Dias (PA)
Cartão amarelo: (Santa Rita-AL) Rafael Silva
GOLS:
CRUZEIRO-MG: Marcelo Moreno, aos sete, Dedé aos 17 e Júlio Baptista aos 34 minutos do primeiro tempo; Marcelo Moreno, aos nove e Henrique, aos 41 minutos do segundo tempo
CRUZEIRO-MG: Fábio; Mayke, Manoel, Dedé e Samudio; Henrique, Lucas Silva (Willian Farias), Alisson (Neílton) e Júlio Baptista; Dagoberto e Marcelo Moreno (Marlone)
Técnico: Marcelo Oliveira
SANTA RITA-AL: Jeferson; Edi, Selmo Lima, Júnior Carvalho e Jeanderson; Adriano (Jefferson), Edson (Gueba), Lucas (Gabriel Soares) e Cristiano Fontes; Rafael Silva e Reinaldo Alagoano
Técnico: Eduardo Neto

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Cruzeiro resiste a pressão goiana e aumenta diferença para 2º colocado: 1x0

Goiás 0 x 1 Cruzeiro - Serra Dourada - 16ª rodada - Brasileiro 2014 
Marcelo Moreno não bobeou depois de receber ótimo passe fuzilou o gol do Goíás com um chute cruzado.
Difícil também
Foi mais um jogo difícil que o Cruzeiro soube fazer prevalecer sua superioridade técnica. Foram 90 minutos de muita luta e dedicação de nossos Guerreiros dos Gramados. Além de alguns desfalques o Cruzeiro teve que lidar com o forte calor e a baixa umidade da tarde/noite de domingo. Campo de dimensões exageradas, time goiano desesperado há vários jogos sem vencer, pressão para manter o retrospecto positivo são alguns dos ingredientes que deram ainda mais valor à peleja no campo do alvi-verde goiano. Não teremos vida fácil, todos os times deverão tentar jogar fechados contra o Cruzeiro, ninguém no Campeonato Brasileiro tem vocação suicida, por isso, enfrentando a Máquina Azul todos vão passar o ferrolho na zaga.

O jogo
Tudo conspirava para que o jogo fosse morno. O Cruzeiro dominava as ações e conseguia com a eficiência, hora de seus beques, ora do Goleirão Fábio neutralizar as poucas mas as vezes até perigosas tentativas do Goiás. Aos 25 num passe de gênio Everton Ribeiro botou Marcelo Moreno de frente para o gol e o artilheiro não perdoou, abriu o marcador. Aos 32 mais um erro da arbitragem que marcou um impedimento inexistente. É assim, se é contra o Cruzeiro, na dúvida MARCA TUDO. Felizmente (ou infelizmente) o atacante William chutou em cima do goleiro do Goiás e o lance não teve maiores consequências. Mas o Cruzeiro não estava ainda livre dos malfeitos da arbitragem. No finzinho do jogo, aos  49 do 2º tempo, sim 49 pois tudo que é possível é dado como acréscimo quando o Cruzeiro esta vencendo, o juiz arrumou de marcar um pênalti. Jogada absolutamente normal no futebol, jamais marcariam um pênalti destes favorecendo o Cruzeiro. O jogador do Goiás mandou a bola à direita de Fábio que pulou no canto e defenderia se a mesma não tivesse ido para fora. 

Maracutaia?
Estranho foi que alguns segundos ANTES do pênalti ser marcado o placar do SPORTV chegou a assinalar o empate do Goiás. Segundos depois o pênalti foi marcado e deu no que deu. Como não se pode confiar nas organizações Globo, fica mais esse fato aí para comprovar (ou não) as estranhices que ocorrem no Brasileiro.

Campeão do 1º Turno
O Cruzeiro com esta vitória garantiu matematicamente o título de Campeão do 1º Turno. Esse título não tem nenhum valor, mas comprova mais uma vez a excelência do desempenho Celeste neste 2014, ainda melhor que o de 2013. Estamos conquistando marcas, como no ano passado e esta já esta gravada. Nenhum time chegou nesta posição com a quantidade de pontos que tem o Cruzeiro em 2014. Rumo ao Tetra, dentro de campo ninguém pode segurar o MAIOR DE MINAS.


FICHA TÉCNICA
GOIÁS-GO 0 X 1 CRUZEIRO-MG
Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data: 24 de agosto de 2014, domingo
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (AL)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Nadine Schramm Camara Bastos (SC)
Cartões amarelos: Thiago Mendes, Jackson e Bruno Mineiro (Goiás); Ceará e Samudio (Cruzeiro)

Gols:

CRUZEIRO: Marcelo Moreno, aos 24 minutos do 1º tempo
GOIÁS: Renan; Valmir Lucas, Felipe Macedo e Jackson; Moisés (Murilo), David, Thiago Mendes, Tiago Real e Léo Veloso; Samuel (Esquerdinha) e Bruno Mineiro (Erik)
Técnico: Ricardo Drubscky
CRUZEIRO: Fábio; Ceará, Léo, Dedé e Egídio (Samudio); Nilton, Lucas Silva e Everton Ribeiro; Alisson (Dagoberto), Willian (Henrique) e Marcelo Moreno
Técnico: Marcelo Oliveira

sábado, 23 de agosto de 2014

Em jogo complicado Cruzeiro derruba mais um: 1x0

Cruzeiro 1 x 0 Grêmio - Mineirão - 16ª rodada - Brasileiro 2014
Dedé deu uma arrancada fenomenal e colocou a bola na cabeça do Dagol que fez o que sabe, GOL.

Derrubado na Toca III
Mais um adversário se rende ao grande futebol do Cruzeiro e cai na Toca III. Desta vez foi o Grêmio que veio a BH como time pequeno, mesmo quando ao lado das quatro linhas havia um comandante onde a empáfia carateriza-se como sua "melhor qualidade". O time gaúcho jogou fechadinho, explorando os contra ataques e tentando explorar nossos erros. Quase deu certo. Só aos 41 do 2º tempo conseguimos depois de uma "jogada pessoal" fantástica, uma arrancada mortal do Dedé, que arrematou sua participação no lance com um cruzamento PRECISO para encontrar Dagoberto que deu uma bela cabeçada e mandou pras redes garantindo nossos 3 pontos.

Incrível 
Como o Cruzeiro tem de jogar a mais não só mais que os adversários, mas mais também que possa querer a arbitragem. Foi mais um gol anulado nesta partida. Já são 4 gols anulados nas 3 últimas partidas. É ou não algo ANORMAL. Se não pudermos dizer que o gol foi anulado por um erro da arbitragem, tranquilamente poderíamos dizer que o foi por EXAGERO crítico da mesma. Queria muito ver a arbitragem anular um gol destes do Flamengo, do Corínthians, do São Paulo, do Fluminense e, nem me atrevo a pensar na anulação de um gol semelhante ao que Everton Ribeiro fez num jogo na casa destes times aí, como no nosso caso, em pleno Mineirão. É ou não é esquisito? Alex de Souza bem falou sobre isso, leia aqui. É bom ter atenção que NÃO SÃO SOMENTE GOLS ANULADOS, tem os MALDITOS CARTÕES amarelos que são distribuidos aos Cruzeirenses EM PROFUSÃO a cada partida. Aí os jornalixos vem falar que O CRUZEIRO É O TIME MAIS FALTOSO do campeonato. CAMBADA DE CEGOS por conveniência.

Jogo difícil
Sim, foi um jogo difícil. O empate já era esperado quando Dedé fez o que fez. A arbitragem não refrescava e distribuía cartões e assinalava falta em qualquer lance onde houvesse uma queda dos que vestiam camisas claras. O Cruzeiro dava a impressão que não jogava bem, mas o Grêmio, com certeza era muito aplicado na proposta de marcação cerrada, isso é mais evidente que a suposta má atuação Celeste. Não tem como não ver que produzimos bastante, fomos superiores em campo mas não conseguíamos chegar ao gol do Grêmio e quando ocorria parávamos na boa atuação do goleiro Grohe. Foi uma vitória bastante valorizada pelas dificuldade encontradas. Dizem que todo grande time começa com um grande goleiro e nós TEMOS FÁBIO.

Nada de euforia, nada de exageros, mas fala aí, estamos BEM DEMAIS ESSE ANO NÃO? (FIG. PORTAL UAI)


FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 1 X 0 GRÊMIO
Local : Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 21 de agosto de 2014, quinta-feira
Horário: 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Flávio Rodrigues Guerra (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Anderson José de Moraes Coelho (SP)
Cartões amarelos: (Cruzeiro) Lucas Silva, Henrique, Nilton, Dedé (Grêmio) Edinho, Dudu, Zé Roberto
GOL: CRUZEIRO: Dagoberto, aos 41 minutos do segundo tempo
CRUZEIRO: Fábio; Mayke, Dedé, Léo e Egídio; Henrique, Lucas Silva (Nilton), Ricardo Goulart e Everton Ribeiro; Willian (Alisson) e Júlio Baptista (Dagoberto)
Técnico: Marcelo Oliveira
GRÊMIO: Marcelo Grohe; Pará, Werley, Rhodolfo e Zé Roberto; Fellipe Bastos (Alan Ruiz), Ramiro, Riveros (Edinho), Luan e Dudu; Ronan (Fernandinho)
Técnico: Luiz Felipe Scolari

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Eficiente, Cruzeiro goleia o Santos: 3x0

Cruzeiro 3 x 0 Santos - Mineirão - 15ª rodada - Brasileiro 2014 
Marcelo Moreno volta a marcar e abre caminho para a goleada Celeste.
Fregues
O Santos pode ser considerado um freguês top do Cruzeiro. Sempre tivemos bons jogos e consequentemente boas vitórias em jogos importantes com o time paulista. Foi em cima do Santos de Pelé que conquistamos nosso primeiro Grande Troféu, a Taça Brasil de 1966 com uma vitória no Pacaembu por 3x2 em 30/11 e uma sonora goleada no Mineirão em 07/12/1966 por 6x2. O Cruzeiro permaneceu invicto nesta competição. Em 2003 novamente encontramos o Santos em jogos decisivos e vencemos na Vila Belmiro por 2x0 e aqui por 3x0 no 2º turno e novamente fomos campeões brasileiros. Em 2013 empatamos em casa em 0x0 e vencemos na cidade de Santos por 1x0. O jogo de ontem foi um dos grandes jogos deste brasileiro com ótimos lances e muita ofensividade. Embora o placar tenha sido de goleada neste jogo, como nosso comandante bem disse, após a partida: “Foi ótimo, um jogo extremamente difícil.”.

O jogo
Como o técnico mesmo disse o jogo não foi fácil. Os 3 a 0 do placar não refletem as dificuldades enfrentadas pelo Cruzeiro. Mas o Maior de Minas soube administrar estas dificuldades e foi EFICIENTE quando teve suas oportunidades. Ainda tivemos um gol anulado que podemos acreditar diante dos fatos passados que poderia bem ter sido validado se fosse em situação oposta, ou seja, se fosse CONTRA o Cruzeiro. De tudo, o cartão amarelo para Everton foi exagerado. O time foi bem em campo e dominou as ações nos 90 minutos. O Santos jogava no contra ataque, apostando nos nossos erros que quase não ocorriam. Aos 23 do 1º tempo, após cobrança de falta de Everton Ribeiro, Marcelo Moreno cabeceia e conta com falha do goleiro Aranha. Ricardo Goulart, impedido tenta mas NÃO TOCA NA BOLA. Imprensa BAIRRISTA PAULISTA (Band) chora até agora dizendo que lance foi irregular. Para acabar logo com as pretensões santistas, aos 3 minutos do 2º tempo Egídio em boa arrancada dá o passe para Willian que cruza para Ricardo Goulart que adentra a área e fuzila marcando o 2º gol Celeste. Para tampar o caixão do Peixe, Everton Ribeiro faz belo lançamento para Júlio Batista que se desvencilha de E.Dracena e chuta forte para fazer o 3º do Cruzeiro.

Marcelo Oliveira
Nosso Comandante Azul completou na tarde de ontem seu centésimo jogo na frente do Cruzeiro. Foram jogados, e bem jogados diga-se de passagem, 100 jogos (67 vitórias, 18 empates e 15 derrotas) o que perfaz a incrível marca de 73,7% de aproveitamento. O técnico Marcelo Oliveira vive um momento ímpar em sua carreira e conta atualmente com o respeito e a admiração da Nação Azul. A propósito, os Azuis deram um show ontem quando mais de 42.000 torcedores assistiram mais uma exibição de gala do Time de Marcelo Oliveira.
 
Campeonato
O Cruzeiro não tem concorrentes no mesmo nível. Alguns times vem se esforçando para chegar perto do Líder, mas em condições NORMAIS não teria para ninguém. Não fossem as manhas e artmanhas da arbitragem CONTRA O CRUZEIRO desde o início do campeonato já estaríamos, CONTRA A VONTADE DA GLOBO-CBF DISPARADOS na frente com pelo menos 9 pontos de diferença para o vice-líder. Não é soberba nem babaquice, mas falemos sinceramente, o Cruzeiro esta a frente de qualquer outro time brasileiro no momento. É só continuar, sem mudar nada, o que tem feito, driblar as sacanagens da arbitragem que levantaremos a taça pela 4ª vez, com certeza. Avante CELESTE.



FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 3 X 0 SANTOS
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 17 de agosto de 2014, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes:Rafael da Silva Alves (RS) e Alexandre Kleiniche (RS)
Renda: R$ 2.047.658,00.
Público:- 39.215 pagantes (41.967 no total)
Gols: CRUZEIRO: Marcelo Moreno, aos 24 minutos do primeiro tempo. Ricardo Goulart, aos 2 do segundo tempo. E Julio Batista aos 42 do segundo tempo.
Cartões amarelos: CRUZEIRO: Éverton Ribeiro, Mayke e Julio Batista. SANTOS: Alan Santos.
CRUZEIRO: Fábio; Mayke (Ceará), Dedé, Léo e Egídio; Lucas Silva, Henrique, Everton Ribeiro e Ricardo Goulart (Dagoberto); Willian e Marcelo Moreno (Julio Batista)
Técnico: Marcelo Oliveira
SANTOS: Aranha, Cicinho, Bruno Uvini (Nailson), Edu Dracena e Mena; Alan Santos (Leandrinho), Arouca e Lucas Lima; Thiago Ribeiro, Robinho e Leandro Damião (Rildo).
Técnico: Oswaldo de Oliveira.

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Cruzeiro, prejudicado por arbitragem empata no sul 0x0

Criciuma 0 x 0 Cruzeiro - Heriberto Hulse -  14ª rodada - Brasileiro 2014
Prejudicado
Para não dizer algo mais duro, é preferível tentar entender assim, como se realmente o Cruzeiro tivesse sido somente prejudicado pela péssima arbitragem no jogo contra o Criciúma. A anulação do gol foi RIDÍCULA e inacreditável, daí não ter outras palavras  mais polidas e uma postura mais realista para refletir nossa indignação que não ser IRÔNICO. Sim o Cruzeiro foi SOMENTE PREJUDICADO nesta partida. Dedé falou da "ponta do iceberg", também, não é bobo, não pode falar tudo que vem a mente, mas foi correto ao afirmar após o jogo que "Catimba tudo bem, mas deslealdade, não. E isso foi um ponto negativo, aqui. E a arbitragem deixou muito a desejar. É difícil falar isso, mas não podemos deixar passar." A marcação de faltas nos jogos do Cruzeiro nesta temporada de 2014 mereceria um capítulo à parte, tal a escancarada parcialidade da arbitragem contra o Cruzeiro. Esta temporada vai ficar marcada pela violência e leniência, violência contra nossos atletas e leniência da arbitragem com os adversários maldosos. Leia mais nestes links:

02 GOLS ANULADOS
O jogo TINHA de terminar em vitória do Criciúma ou empate no máximo. É o que ficou parecendo. Não pelo lado do Criciúma que jogou normalmente tentando se defender do melhor time do campeonato e tentando resistir a eficiência do futebol do Time Azul. O 1º gol (17 do 1º tempo) foi anulado por uma suposta e DUVIDOSÍSSIMA falta de ataque... difícil aquilo ser falta. O 2º gol (aos 15 do 2º tempo) foi anulado por uma IMPOSSÍVEL marcação de impedimento. O QUE SALTOU AOS OLHOS nos dois lances ANULADOS foi a PASSIVIDADE dos nossos atletas. Qualquer time iria pra cima do juiz e faria pressão. Nosso Capitão é o Fábio, fica distante dos lances o tempo quase que todo, isso facilita a vida da péssima arbitragem. No 1º gol, Ricardo Goulart ENCOSTA no beque do Criciúma que desaba rapidamente, futebol é esporte de contato mas, o juiz dá falta. No 2º não há uma só pessoa, de bom senso, que veja impedimento naquele lance, SÓ PODE MESMO TER SIDO ENCOMENDA. 
Veja os lances todos:

Líder
Mesmo com tanta lambança da arbitragem o Cruzeiro CONTINUA LÍDER isolado no Brasileirão. Com todas essas lambanças é claro, as coisas podem e com certeza DEVEM piorar porque dentro das quatro linhas NÃO TEM PRA NINGUÉM o Cruzeiro SOBRA NESTE CAMPEONATO, mas, grandes interesses NÃO QUEREM ver o Time Mineiro disparando na frente ainda mais no 1º turno do campeonato. Isso pode ser uma teoria da conspiração, pode ser uma viagem, pode ser uma alucinação, como muitos "sábios" rotulariam, mas, esta bem na cara que muita coisa tem acontecido PARA PREJUDICAR a ARRANCADA CELESTE. Faltas invertidas, faltas não marcadas favorecendo o Cruzeiro, faltas inexistentes marcadas CONTRA o Cruzeiro, gols anulados... meus amigos AINDA VAMOS VER MUITO de tudo isso neste campeonato, PREPAREM SEUS NERVOS.


FICHA TÉCNICA
CRICIÚMA 0 X 0 CRUZEIRO
Local: Estádio Heriberto Hulse, em Criciúma (SC)
Data: 9 de agosto de 2014, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA)
Assistentes: Alessandro Rocha de Matos (BA) e Luiz Carlos Silva Teixeira (BA)
Público: 9.646 torcedores
Renda: R$ 136.390
Cartões Amarelos:Martinez, Serginho, Lucca (Criciúma) e Léo (Cruzeiro)
CRICIÚMA: Luiz; Eduardo, Fábio Ferreira, Gualberto e Giovanni; Serginho, Martinez, João Vítor e Paulo Baier (Lucca); Silvinho (Ricardinho) e Gustavo (Danilo Alves)
Técnico:Wagner Lopes
CRUZEIRO: Fábio; Mayke, Dedé, Léo e Egídio; Nilton, Lucas Silva (Dagoberto), Everton Ribeiro e Ricardo Goulart; Marquinhos (Willian) e Marcelo Moreno (Alisson)
Técnico: Marcelo Oliveira
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Vão pra lá, venham pra cá, naveguem pois:

Notícias do Maior de Minas - Site Oficial

Globo Esporte

Você no mapa:


Visitor Map